Você sabia que o curso de nutrição é um dos mais visados por vestibulandos? Com a profissão super em alta, a procura e curiosidade pela graduação também aumentaram.

O curso de nutrição é ofertado na modalidade bacharelado.

Após a conclusão, o profissional é reconhecido como nutricionista, estando habilitado para prestar vários serviços.

Mas afinal de contas, o que se aprende durante o curso? Separamos algumas das principais informações sobre nutrição.

Durante o curso de nutrição os alunos aprendem tudo sobre o mundo da alimentação, dietas, quantidade de nutrientes necessários, tipos de alimentos e mais.

Por isso o nutricionista é capaz de elaborar diagnósticos nutricionais, recomendar dietas, etc.

Mas o curso não se resume a isso.

Ele é multidisciplinar, abrangendo matérias como bioquímica, fisiologia e anatomia.

Tudo para que os alunos conheçam bem o corpo humano, os processos de geração e gasto de energia e os efeitos da alimentação no organismo.

Quais as diversas áreas de atuação?

Ao todo, são oito áreas de atuação possíveis: nutrição em alimentação coletiva, nutrição clínica, indústria de alimentos, nutrição esportiva, escolas, marketing na área de alimentação, gastronomia e ensino.

Como você pode ver, o profissional dessa área tem diversas opções após a sua formação.

Por exemplo, as grandes indústrias de alimentos precisam de nutricionistas em suas equipes.

No mundo dos esportes esse profissional é requisitado, tendo em vista as necessidades energéticas dos profissionais, que são bem diferentes das necessidades energéticas de uma pessoa comum.

Nas escolas o papel do nutricionista é principalmente de conscientização.

Jovens e crianças devem receber orientações corretas sobre a alimentação, para que cresçam saudáveis e conscientes da importância de uma dieta balanceada, rica em nutrientes.

Crianças a adultos: todos precisamos de nutricionistas

Quando se trata de alimentação, todas as pessoas precisam ficar de olho.

O nutricionista é um dos profissionais que nos acompanham em toda a trajetória, desde a infância até a velhice.

Por que esse acompanhamento é necessário?

Com o passar do tempo, as necessidades fisiológicas mudam.

Pense numa criança, por exemplo, que deve ingerir apenas alguns alimentos.

Nos primeiros meses e anos, o leite é indispensável.

Depois são apresentados as frutas e fontes de carboidrato.

Na vida adulta comemos de tudo, mas é importante manter uma dieta balanceada e pensada exclusivamente para o nosso organismo.

Quando ficamos velhos, por sua vez, temos nossa dieta reduzida outra vez.

Essa necessidade de acompanhamento é um dos motivos pelos quais o curso de nutrição está cada vez mais em alta.

A população quer comer melhor, ingerir alimentos ricos e saudáveis, com vistas aumentar a expectativa de vida.

O nutricionista é um grande aliado nessa busca.

Desafios da profissão

Os profissionais de nutrição enfrentam uma série de desafios.

Em todas as profissões existem obstáculos, problemas e barreiras a serem superadas.

Um dos desafios dos nutricionistas é a mentalidade social. As pessoas raramente abrem mão do prazer de uma alimentação ruim.

Os alimentos industrializados, mesmo que prejudiciais à saúde, por exemplo, estão entre os mais consumidos e procurados nos mercados.

Já os alimentos orgânicos e naturais são deixados de lado. E aqui entra outro desafio: o alto custo de uma alimentação de qualidade.

Tente comprar produtos orgânicos e verá a disparidade de preço.

É muito mais barato ter uma alimentação ruim do que uma alimentação saudável.

Cabe aos profissionais da nutrição lidar com esses desafios. Com o aumento da demanda e das pesquisas na área da nutrição, propostas de solução serão dadas para todos esses problemas.

Essa é uma profissão que estará sempre no topo.

Nutrição